Agenda Cultural

20 jun/18

Ribeirão Shopping realiza exposição com histórias de personagens locais para celebrar o aniversário da cidade

postado por Mateus Barbassa


A mostra, que faz parte do projeto "História do Dia" da jornalista Daniela Penha, acontece no Setor Terra Vermelha do empreendimento

Ribeirão Preto comemorou ontem, 19 de junho, seu aniversário de 162 anos. Para homenagear a data, o Ribeirão Shopping preparou uma exposição que revive a história da cidade através de memórias e relatos de seus moradores. A mostra “História do Dia – A memória de Ribeirão Preto pela trajetória de seus personagens” faz parte do projeto “História do Dia” da jornalista Daniela Penha.

Desde o dia 13 de junho, o espaço está aberto no Setor Terra Vermelha e conta histórias através da imagem, do som e de objetos pessoais que traduzem memórias afetivas. Entre os personagens da exposição estão o Geraldo da sorveteria, João garapeiro, Sílvio, o carteiro mais antigo dos Correios, Leôncio, o irmão bombom, Wellington, o Michael Jackson de Ribeirão, Kelly, que tira pneus das ruas e transforma em arte, Carmem, que faz roupinhas para bebês de UTI, Mãe Neide, Kelsen, Rosa Cosenza etc.



Todos os perfis são frutos do projeto “História do Dia”, que existe desde fevereiro de 2017, e tira do anonimato as histórias fantásticas de pessoas comuns. O sucesso do site www.historiadodia.com.br transformou a iniciativa de Daniela Penha no livro – “Historia do Dia – Um olhar sobre o cotidiano pela trajetória de 50 pessoas” -, lançado pela editora Outras Palavras, e agora, nessa exposição.

Ao todo já são mais de 230 histórias escritas, mas apenas 20 participam da mostra. Para Daniela Penha fazer a seleção dos perfis foi uma dificuldade, porém a relação dos perfilados com Ribeirão foi um critério definidor da jornalista.

“Todas as histórias poderiam estar aqui, mas buscamos pessoas que fossem tradicionalmente conhecidas e fizessem parte do imaginário do ribeirão-pretano. Os objetos que trouxemos e toda ambientação foi pensando em extrair o que cada um tinha de melhor, com identificação pela cidade e afeto por suas memórias”, explicou.



Mãe Neide é uma das protagonistas da mostra e da luta e resistência negra em Ribeirão Preto. Há 32 anos, ela fundou o Centro Cultural Orùnmilá e, desde então, tornou-se símbolo de representatividade não só das religiões de matrizes africanas, mas também da cultura e identidade negra na cidade.
“Achei maravilhoso estar aqui, pois é uma forma de mostrar a diversidade para a sociedade. O projeto tem muita sensibilidade e é feito através da cooperação de muitas pessoas", disse.



Um fator que faz da mostra também uma experiência acessível e interativa são as narrações em áudio. Todas as 20 histórias são narradas nas vozes de grandes jornalistas da cidade: João Carlos Borda, Chico Ferreira, Regis Martins, Coelho, Rosana Zaidan, Sandra Lambert. E na voz da autora, Daniela Penha. Além disso, os interessados podem participar de outras atividades gratuitas, como rodas de conversa e oficina de reaproveitamento de pneus.
Para adquirir o livro “Historia do Dia – Um olhar sobre o cotidiano pela trajetória de 50 pessoas”, envie um email para danielapenhamb@gmail.com ou entre em contato pelo telefone 17 98191-7756

Serviço

Exposição “História do Dia – As memórias de Ribeirão Preto pela trajetória de seus personagens”

Entrada gratuita

Quando: 13 de junho até 13 de julho

Local: Setor Terra Vermelha do RibeirãoShopping

Horário de visitação: Segunda a sábado, das 10h às 22h.

 Domingos e feriados das 12h às 20h

Atividades interativas gratuitas:

- Dia 21/6, às 19 horas - Roda de conversa "Todos é a palavra-chave - Quando respeitamos a diversidade, não há porquê incluir", com Sheyla Dutra, Selma Nalini e Vilmar de Moraes.

- Dia 05/7, às 19 horas - Bate papo com o capelão Jô – “A espiritualidade no cotidiano”.

- Dia 07/7 às 16h30  - Oficina de reaproveitamento de pneus. Kelly da Silva irá ensinar como fazer um puf com tiras de pneu. 





Jéssica Romero é Jornalista 
 
 
 
 

07 jun/18

Pitty recebe Tássia Reis e Emmily Barreto no Palco João Rock

postado por Mateus Barbassa

Artistas cantam juntas pela primeira vez a música "Contramão" lançada nesta quinta-feira, 7

São três nomes importantes no cenário atual da música brasileira e que unem seus talentos no palco do João Rock neste sábado, dia 9. Pitty recebe Tássia Reis e Emmily Barreto (vocalista da banda "Far From Alaska") durante seu show no Festival e cantam juntas pela primeira vez a música "Contramão", lançada nesta quinta-feira,7.
 

Um encontro para quebrar paradigmas e levar a força do empoderamento feminino ao Festival que espera receber 60 mil pessoas de todo o país. A música "Contramão" selou a parceria das três cantoras e foi composta por Pitty que teve o insigth de que a canção precisava de mais vozes, mais cores e diferentes linguagens, por isso convidou Tássia e Emmily.
 

O inusitado trio se apresenta durante o show da Pitty no palco João Rock a partir das 20h05.

 Pitty, Tássia Reis e Emmily Barreto irão cantar pela primeira vez o single "Contramão" lançado nesta quinta-feira, 7 (Crédito: Takeuchiss)

 

Ingressos esgotados

Os ingressos de Pista do João Rock estão esgotados. Os últimos convites para Pista Premium, Camarote João Rock e Camarote Colorado estão à venda no site oficial (joaorock.com.br) e também nos pontos em Ribeirão Preto – lojas Ophicina localizadas no Shopping Iguatemi Ribeirão Preto e Novo Shopping.
 

Serviço
 

Abertura dos portões: 14h30
 

Palco João Rock
 

15h20 – Napkin – Banda Vencedora do Concurso

16h – Cordel do Fogo Encantado

17h – Supercombo

18h – Raimundos

19h – Skank

20h05 – Pitty

21h10 – Natiruts

22h15 – Gabriel O Pensador

23h20 – Criolo

00h25 – Planet Hemp
 

Palco Brasil
 

17h05 – Mutantes

19h05 – Refavela 40

21h05 – Ofertório

23h05 – Tom Zé
 

Palco Fortalecendo a Cena
 

15h – Kilotones

16h10 – Dônica

18h10 – Sinara

20h10 – Rael

22h10 – Froid

00h10 – Francisco El Hombre
 

Palco Red Bull
 

17h05 – Marujos

19h05 – Mari Nolasco

21h05 – Motriz

23h05 – Enversos

01 jun/18

Campeão do Comida di Buteco 2018 de Ribeirão Preto será revelado nesta segunda-feira

postado por Diogo Branco

Na próxima segunda-feira, 04 de junho, Ribeirão Preto vai conhecer o campeão da edição 2018 do Comida di Buteco. De 13 de abril a 06 de maio, o público visitou os 18 bares participantes do concurso, degustou e votou no seu petisco preferido. Agora, chegou a hora de saber quem leva o título de melhor buteco da cidade. O campeão desta oitava edição do concurso, disputará ainda o “Melhor buteco do país”, concorrendo com os ganhadores de todas as cidades participantes do Brasil.

Para chegar ao grande vencedor, foram avaliados os seguintes critérios: petisco, higiene, temperatura da bebida e atendimento. O primeiro correspondia a 70% do peso da nota e os restantes 10% cada um. Além do público, cada boteco também foi avaliado por um corpo de jurados. A apuração dos votos foi feita pelo Instituto Vox Populi.

O concurso foi criado em 2000, com a missão de TRANSFORMAR VIDAS ATRAVÉS DA COZINHA DE RAIZ – BOTECO EXTENSÃO DE SUA CASA. Pioneiro nesse segmento, em 2015 conquistou finalmente todas as cinco regiões chegou ao sul do país, fincando bandeira na última região onde ainda não era realizado. Assim, desde então ele pode ser, legitimamente, chamado de nacional!

O Campeão dos Campeões

Em junho, uma comissão de jurados escolhida, especificamente, para essa missão, vai visitar os 20 campeões para eleger o melhor dos melhores. Cada buteco vai receber três jurados, um da própria cidade e dois de outras cidades. É como se o Comida di Buteco tivesse duas etapas: eleição do melhor da cidade, envolvendo públicos e jurados e eleição do melhor do país validada por outra comissão de jurados que não participou da primeira etapa. O melhor Buteco do Brasil será revelado no mês de julho.

30 mai/18

Final Concurso de Bandas João Rock

postado por Mateus Barbassa




Nesta quarta-feira, dia 30, o Teatro de Arena de Ribeirão Preto será palco da final do Concurso de Bandas do João Rock 2018. O evento é aberto para cobertura jornalística e a equipe da Phábrica de Ideias estará lá para auxiliar os jornalistas nos atendimentos. As bandas finalistas são:

 

- Voltare (Rio Claro-SP)

- Napkin (Joinville – SC)

- Ted Marengos (São Paulo – SP)

 

Confira abaixo a programação do evento:

Local: Teatro de Arena (Parque Morro do São Bento)

Data: 30 de Maio

Horário: 17h às 22h

Entrada Franca

 

Bloco 1: Abertura

- 17h às 17h25: Batalha da 7 (Hip hop freestyle)

- 17h25 às 17h50: Anonimono (Hip Hop)

 

Bloco 2: Final Concurso

- 18h as 18h30: Banda 1

- 18h45 às 19h15: Banda 2

- 19h30 às 20h: Banda 3

 

Bloco 3 – Encerramento

- 20h15 às 20h55: Chavala Talhada

- 21h10 às 21h50: Dinossaurus (Japinha da banda CPM22)

- 21h50 às 22h: Premiação

 

Sobre as atrações:

Batalha da 7: MCs da tradicional Batalha da 7, farão uma apresentação no tradicional formato de batalha de rimas.
 

Anonimono: Grupo de Rap de Ribeirão Preto. Um dos mais ativos da cena hip hop da região.


Chavala Talhada: Desde 1999 constroem suas próprias músicas e apresentam releituras em 1 EP e 3 álbuns gravados. Formada por seis músicos, acompanhados de guitarra, baixo, bateria, percussão e metais, o som é um tipo de "garage n' groove" que mistura rock, ska, samba e funk.
 

Dinossaurus (com Japinha do CPM22): Ricardo Japinha assume vocais e guitarra em novo projeto que traz versões de sucessos do rock'n'roll e composições inéditas do músico.

 

09 mai/18

Vanessa da Mata fará show de Dia das Mães em Ribeirão Preto

postado por Diogo Branco



Após três anos rodando com as turnês de "Segue o Som" (2014) e do projeto intimista "Delicadeza", Vanessa da Mata volta com novidades ao público trazidas no mais novo CD e DVD "Caixinha de Música". Gravado ao vivo, em duas noites de maio, em São Paulo, o show, que tem direção musical do guitarrista Maurício Pacheco, reúne três novas canções da cantora e compositora matogrossense. Além da faixa "Caixinha de Música", que dá nome ao novo trabalho, ela ainda apresenta "Orgulho e Nada Mais" e "Gente Feliz", também registrada em faixa-bônus com uma das maiores revelações atuais da cena brasileira, o grupo Baiana System.



Canções que entraram no repertório do intimista "Delicadeza", em que Vanessa se apresentava amparada por piano, violão e guitarra, foram registradas agora nesse novo trabalho e também
fazem parte da nova turnê. É o caso de "Love Will Tear us Apart", clássico do grupo inglês Joy Division, e ainda "Mágoas de Caboclo" e "Vá Pro Inferno com Seu Amor", gravadas, respectivamente, por Orlando Silva e a dupla Milionário e José Rico.

Os grandes hits de Vanessa, que fizeram dessa cantora e compositora uma das maiores estrelas do mercado fonográfico brasileiro, também não poderiam deixar de estar em "Caixinha de Música". Entre elas, "Ai, Ai, Ai", "Amado", "Boa Sorte/Good Luck", "Não Me Deixe Só", "Ainda Bem", entre outras.





SERVIÇO

Show: Vanessa da Mata
Data: 13/05/18 – domingo
Local: Theatro Pedro II - Ribeirão Preto – SP
Inicio do 
show: 20h
 
 
 
Ingressos:
Na bilheteria do Theatro ou venda on-line:

https://ticketbrasil.com.br/show/5867-vanessadamata-ribeiraopreto-sp/
https://compre.ingressorapido.com.br/event/5837/d/24231
 
 

03 mai/18

O Ator Conrado Caputo se apresenta neste final de semana em Ribeirão Preto

postado por Mateus Barbassa




Nascido em Assis e criado em Ribeirão Preto, o ator Conrado Caputo, que viveu Pepito, (fiel escudeiro de Samantha Paranormal, personagem da atriz Claudia Raia)  da novela global "Alto Astral". se apresentará neste final de semana na nossa cidade com o espetáculo "João da Cruz". A montagem é um solo de Conrado Caputo com dramaturgia e encenação de Helder Mariani e será apresentada no Teatro Minaz nos dias 05 e 06 de maio (Sábado às 20h30 e Domingo às 19h). A ação se passa durante nove meses em que o Frei João da Cruz – canonizado São João da Cruz pela Igreja Católica, em 1726 – foi prisioneiro dos Carmelitas Calçados, seus próprios confrades, numa cela minúscula do Convento de Toledo.
 

Com uma poesia e uma mística que ultrapassaram os limites do discurso religioso, a obra escrita do Frei João Cruz faz parte da literatura clássica espanhola. O monólogo retrata sua obra literária do santo com suas ideias radicais, expressas pela palavra escrita e pela sua prática de vida. Ele também carrega as contradições existenciais da humanidade que, depois da Idade Moderna, se tornam cada vez maiores. Consumido por uma sede de infinito, de Deus, vivendo numa “noite escura” espiritual, o poeta carmelita se recusa a abrir mão da luta para renovar a sua ordem religiosa e a própria Igreja do seu tempo.


O texto teatral João da Cruz parte de uma colagem de textos traduzidos de várias obras do santo. A proposta do encenador Helder Mariani é discutir sobre o homem, o poeta e o místico; sobre a vivência radical de suas ideias, sentimentos e paixões. “Nosso propósito não é apresentar uma narrativa biográfica de cunho didático”, afirma. A dramaturgia traz um João da Cruz consumido pela sede de infinito nos tempos de prisão, solitário e humilhado, sofrendo altos e baixos emocionais. “Ele reencontra sua pacificação na criação de poemas, num abandono contemplativo e na recusa a uma resposta meramente racional às questões existenciais e, principalmente, foca nos seus planos de fuga – a imaginação artística de um homem que ultrapassa a limitação da realidade e se lança numa contemplação do divino, invisível, silencioso e misterioso”.
 

João da Cruz ficou preso no Convento Carmelita de Toledo, de meados de dezembro de 1576 a agosto de 1577. Boa parte desse tempo ele ficou numa cela, que era uma cavidade na parede que servia de latrina para hóspedes do convento. Sem condições de higiene, com parca comida, recebendo torturas físicas e psicológicas (inclusive diante da comunidade religiosa do Carmelo), a única ideia que lhe vinha à cabeça, obsessivamente como uma inspiração divina, era a de fugir. Nos interrogatórios, o santo permaneceu firme nas suas convicções de “carmelita descalço”, termo que bem sintetiza as questões éticas e de poder que estavam em jogo, não só os pés no chão, mas o desprendimento e a real pobreza evangélica, preconizada pelo cristianismo. O Frei teve dois carcereiros, e conta-se que o segundo, o jovem Frei João de Santa Maria, teve participação facilitadora na sua fuga.


A encenação de Mariani apresenta o ator solitário na cena, que revela o frágil e forte de todo ser humano, o contraditório e coerente, a ingenuidade e a crítica de um santo. Com uma trilha sonora contemporânea que dialoga com a narrativa, valendo-se de poucos recursos cenográficos ou de iluminação, o ator se despoja em cena e abre espaço para a palavra. O ator se apropria da palavra poética, mística e humana do santo espanhol e traz as questões existenciais na perspectiva do século XVI para uma discussão contemporânea, com os desafios éticos e políticos, filosóficos e espirituais da “pós-modernidade”.


Preso numa cela minúscula: sem luz – havia um feixe de luz que vinha do teto, ao meio dia, quando o frei aproveitava para rezar seu breviário – e quase sem ventilação, João da Cruz responde à crise e a decadência de seu tempo com poesia e uma mística que ultrapassaram os limites religiosos e o tornaram um dos mais importantes escritores da Espanha. “Consta que João da Cruz, o poeta da noite escura, tinha um temperamento dócil, mas bem intenso, o que o torna um personagem cenicamente interessante. Suas buscas espirituais apaixonadas e suas dúvidas martirizantes tão humanas são vividas numa situação limite: a prisão e a ideia fixa de fuga”. Finaliza o encenador Helder Mariani.

Espetáculo: João da Cruz

Dramaturgia e encenação: Helder Mariani
Interpretação: Conrado Caputo
Direção de arte: Pedro Faraldo
Trilha sonora: Dagoberto Feliz
Fotos: Danilo Batista
Vídeo: Orion Produtora / Nidowilliam Spadotto
Produção executiva: Paloma Rocha
Realização: Cia. da Palavra
 

Sinopse – Monólogo retrata a obra literária de São João da Cruz, poeta e místico espanhol do século XVI, com suas ideias radicais, tanto na palavra escrita quanto na prática de vida, e suas contradições existenciais. Consumido por uma sede infinita de Deus, o poeta carmelita luta para renovar a Igreja do seu tempo. A ação se passa no período em que Frei João da Cruz esteve prisioneiro e humilhado pelos seus próprios confrades numa cela minúscula do Convento de Toledo.

27 abr/18

Festival reúne cervejas e gastronomia de diferentes nacionalidades no Shopping Iguatemi Ribeirão Preto

postado por Mateus Barbassa

Festival reúne cervejas e gastronomia de diferentes nacionalidades no Shopping Iguatemi Ribeirão Preto
 

Food & Beer fará uma viagem ao mundo por meio de pratos e harmonização com 70 rótulos cervejeiros, de 2 a 6 de maio

Um festival para harmonizar a gastronomia de diversos países com as melhores cervejas artesanais nacionais e internacionais. De 2 a 6 de maio, o Shopping Iguatemi Ribeirão Preto recebe a primeira edição do Food & Beer, que fará uma viagem pelos sabores do mundo em 30 operações de food trucks e cervejarias.

Serão pratos de diferentes nacionalidades, como mexicana, americana, japonesa, indiana e também brasileira, além de hambúrgueres, churrasco e porções com preços médios de R$ 20 em 15 diferentes food trucks. Tudo isso harmonizado com mais de 70 rótulos de cervejas, produzidas na região, em todo o País e também fora do Brasil. Com chope a partir de R$ 8.

Além das opções para os amantes da gastronomia e do universo cervejeiro, o festival terá um bar temático e também apresentações musicais, como o show da banda de pop rock, DogHouse, a partir das 19h, na sexta-feira (4).

O Food & Beer tem entrada gratuita e será realizado no estacionamento ao lado da Etna, das 17h às 22h, de quarta-feira (2) a sexta-feira (4), e das 11h às 22h no sábado (5) e domingo (6).


Confira os food trucks e cervejarias já confirmados:

Beer Trucks

Arca - Campanário

Barbosa Beer - Berggreen

Beer Alemão

Beer Truck St. Patrick - Guiness Import

Caveirão - Caveira Beer

Chopperua - Ópera, Rei, Avenida 42

Guaxinim

Guitar Beer

Motochoppclub

Sapore - Vila Alemã

St. Patrick – Heineken

Sucos Joy

Taberna - Backer,Ravache,Guitt's

Tug Beer

Vicking - Palazzo

Evento vai trazer 30 opções entre food e beer trucks, de 2 a 6 de maio, no Shopping Iguatemi Ribeirão
 

Food Trucks

Betones (BBQ)

Buenos (Burguer)

Churros

Da Roça (Comidas Regionais)

Delicias Brasil (Finger Food e Porções)

Iron (Burguer)

Kombosa Shake (Milk Shake)

Lotus Sweet & Spicy (Indiana)

Mexican Food

Modi (Frutos do Mar)

Paraty (Burguer)

Salybe (Árabe)

Texan (Burguer)

Ticos Grego (Grega)

Yakissoba Brasil (Japonesa e Chinesa)


Food & Beer trará cerca de 70 rótulos de cervejas produzidas em todo o Brasil e também fora do País

17 abr/18

Ribeirão Rodeo Music promove Festival da Cultura Sertaneja com homenagem a Tião Carreiro

postado por Diogo Branco

Evento também recebe Concurso da Queima do Alho com a participação de 12 comitivas


12 comitivas participam de concurso em busca do título de melhor comida estradeira. Divulgação


Um dia para celebrar a genuína cultura do interior. O tradicional Festival da Cultura Sertaneja, realizado pelo Ribeirão Rodeo Music, acontece no dia 22 de abril, domingo, a partir das 11h, com uma programação dedicada à música raiz e à culinária típica. O evento acontece no Parque Permanente de Exposições de Ribeirão Preto.

O destaque deste ano é a homenagem ao cantor e compositor Tião Carreiro. 25 anos após a sua morte, o artista – um dos mais tocados de todos os tempos no país - influencia fortemente toda a música sertaneja e os fãs deste segmento que tanto cresce no país. O Tributo a Tião Carreiro, 25 anos de Saudade contará com shows de artistas que fizeram parte da vida do músico. São eles João Mulato & Douradinho, Deley & Dorivam e Valdo Reis & Pratini. No repertório estarão os principais sucessos como "Pagode em Brasília", "Amargurado", "Rei do Gado", "Boi Soberano", entre outros.

Além disso, a homenagem terá a presença da viúva do músico Nair Dias e da filha Alex Marli Dias. A família levará para o Festival peças que contam sua história de vida e carreira. Uma loja oficial da marca do cantor também foi confirmada com diversos itens à venda para os fãs.

Queima do Alho e Cultura Sertaneja

Dentro da programação do Festival da Cultura Sertaneja do Ribeirão Rodeo Music acontece também o Concurso Queima do Alho que este ano reunirá 12 comitivas em busca do título de melhor comida estradeira.

A tradicional Catira, dança em que o ritmo musical é marcado pela batida dos pés e mãos dos dançarinos acompanhados de um violeiro, mulas "traiadas", carro de boi e berranteiros completam o ambiente que é todo dedicado à cultura sertaneja.

"Para nós do RRM , é emocionante poder preservar a cultura caipira e homenagear alguém que representa muito para todos. A nossa cultura é imortal e segue valorizada de geração para geração. Essa é a nossa paixão", comentou Matheus Calil, um dos organizadores do evento.

Ingressos e pontos de vendas

Os ingressos para o "Festival da Cultura Sertaneja – tributo a Tião Carreiro, 25 anos de saudade!" já estão à venda no estande do RRM localizado no Novo Shopping, na loja oficial no piso térreo do Shopping Iguatemi Ribeirão Preto, na Chapelaria Garcia, Selaria Rio Pardo e site totalacesso.com. O valor é de R$ 40,00 (Valor sujeito a alteração sem aviso prévio).

Sobre o RRM

O Ribeirão Rodeo Music acontece no Parque Permanente de Exposições de Ribeirão Preto no dia 21 e de 27 a 30 de abril. A programação conta com rodeio e provas cronometradas além de shows musicais.

 

Confira a programação musical:

21/4 - Alok / Cleber e Cauan / Matheus e Kauan / JetLag
27/4 - Wesley Safadão / Ludmilla
28/4 - Henrique e Juliano / Felipe Araujo / Gusttavo Lima
29/4 – Juliano Cesar / Bar do Leo com o cantor Leonardo
30/04 - Jorge e Mateus / Simone e Simaria / Jefferson Moraes

17 abr/18

Ribeirão terá 1º Festival de Teatro Lambe-Lambe

postado por Diogo Branco



De 18 a 22 de abril acontecerá o 1º Festival de Teatro Lambe-Lambe de Ribeirão Preto.
Realizado pela Cia de Teatro Fantoccini, a ideia do festival é trazer para mais próximo da população uma das vertentes das Artes Cênicas, criada no Brasil, que é o Teatro Lambe-Lambe, realizando apresentações em espaços públicos, de livre acesso. Durante os dias do festival, cinco companhias de Teatro Lambe-Lambe de diferentes locais do país estarão apresentando mais de 10 espetáculos em suas caixas-teatro e também realizando oficinas gratuitas. 
 
Durante os cinco dias o Festival irá receberá os seguintes grupos: Cia. Mútua (Itajaí-SC), Grupo Girino (Belo Horizonte), Coletivo EmCaixa (Belo Horizonte), Grupo Teatro Lambe-Lambe da Bahia (Bahia) e as Caixeiras Cia. de Bonecas ((Brasília- DF).
 
O Teatro Lambe-Lambe, também conhecido como Teatro de Miniaturas, é uma linguagem de formas animadas que ocupam um espaço cênico mínimo formado por um pequeno palco confinado em uma caixa preta de dimensões reduzidas. Nesse espaço são apresentadas peças teatrais de curtíssima duração, que normalmente variam de 2 a 3 minutos, através da manipulação de bonecos, para um espectador por vez.
 
Essa técnica surgiu na década de 80, com as brasileiras Ismine Lima e Denise Di Santos, sendo considerada a mais nova geração de teatro de animação do mundo. A modalidade recebeu esse nome, pois sua forma de apresentação assemelha-se aos antigos fotógrafos lambe lambes que ocupavam as praças brasileiras nas décadas de 40, 50 e 60. Denise Di Santos é uma das participantes do 1º Festival de Teatro Lambe-Lambe de Ribeirão Preto trazendo para o evento o primeiro espetáculo do grupo criado em 1989.
 
Além das apresentações, o festival terá também duas oficinas. No dia 19/04, a Cia. Mútua, ministrará uma oficina abordando de forma teórica e prática os princípios básicos para a construção e montagem de caixas de teatro lambe-lambe. O grupo apresentará também um panorama histórico da arte, abordagem sobre técnicas de manipulação, construção de dramaturgia, confecção de bonecos e desenvolvimento da técnica e estética da caixa. E no dia 20/04, o Grupo Girino ministrará a oficina de Teatro de Papel, que abordará a introdução ao universo do Teatro de Animação em miniatura e a experimentação do papel como material expressivo, no qual os participantes terão a oportunidade de construir formas, bonecos e cenários em papel para experimentar a manipulação desses elementos, criando cenas curtas e desenvolvendo experiências cênicas e performativas tendo o papel como suporte artístico. As oficinas acontecerão na Cerâmica São Luiz, a partir das 09 horas e as inscrições podem ser feitas pelo link disponível na página do festival.
 
O 1º Festival de Teatro Lambe-Lambe de Ribeirão Preto é um projeto contemplado no Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo- Proac Edital 13/2017. Todas as apresentações são gratuitas.  
 
Confira a programação completa: 

18/04 – Cia. Mútua (Itajaí-SC)
Espetáculo:  “Missiva”, “Miragem” e “El Viaje” 
Local: Calçadão de Ribeirão Preto
Horário: 16 horas
 
19/04 – Grupo Girino (Belo Horizonte-MG)
Espetáculo: “Mini Teatros de Sombras” - “Coração Alado”, “Cotidiano” e “Isto não é uma caixa”
Local: Praça XV. 
Horário: 16 horas
 
20/04 – Coletivo EmCaixa (Belo Horizonte – MG)
Espetáculo: “O Divino Maravilhoso”, “Paraiso”, “3X4” e “A Caixa Misteriosa”. 
Local: Praça Carlos Gomes
Horário: 16 horas
 
21/04 - Grupo Teatro Lambe-Lambe da Bahia (Bahia-BA)
Espetáculo: Dança do Parto”
Local: Instituto Micael - Barracão Favela do Simioni
Horário: 15 horas
 
22/04 - Grupo Teatral As Caixeiras Cia. de Bonecas (Brasília- DF)
Espetáculo:  “Caixa de Mitos – Lendas do Brasil”
Local: Parque Maurílio Biagi
Horário: 10 horas
 
Oficinas 
19/04 – Oficina de Teatro Lambe-Lambe com Cia. Mútua
Local: Cerâmica São Luiz 
Horário: 09 horas 
Inscrição gratuita na página do Festival

17 abr/18

Caetano Veloso e filhos se apresentam em show acústico no Centro de Eventos RibeirãoShopping

postado por Diogo Branco

Apresentação acontece dia 28 de abril, sábado, às 21 horas. Ingressos já estão à venda.



A Virazóm traz para Ribeirão Preto no dia 28 de abril, às 21h, o show “Caetano, Moreno, Zeca, Tom Veloso”, no Centro de Eventos RibeirãoShopping, que reúne o cantor Caetano Veloso e seus três filhos para um show acústico e familiar que celebrará grandes sucessos e a estreia de novas canções.

No show, músicas escolhidas pelos filhos estarão no repertório, entre elas como "Um canto de afoxé para o bloco do Ilê", “Leãozinho” e "Sertão", além de clássicas de Moreno e novas canções, inclusive escritas por Caetano. O show acústico contará apenas com os quatro em palco, já que o talento é comprovado geneticamente na família. 

“Há muito tempo tenho vontade de fazer música junto a meus filhos publicamente. Desde a infância de cada um deles gosto de estar presente. O show nasceu da minha vontade de ser feliz”, explica Caetano Veloso.

Pontos de venda:
Bilheteria do Centro de Eventos e site 
www.ingressorapido.com.br
Informações: 16. 3620-2266

SERVIÇO
Caetano, Moreno, Zeca e Tom Veloso
Data: 28 de Abril de 2018
Horário: 21h
Local: Centro de Eventos do RibeirãoShopping

Av. Cel. Fernando Ferreira Leite, 1540 - Jardim Califórnia, Ribeirão Preto/SP

11 abr/18

Somos Tão Jovens - Tributo Legião apresenta show “Que País é Este – 30 Anos” em Sertãozinho

postado por Diogo Branco

Nova turnê do tributo começou em novembro com show comemorativo ao álbum ¨Que País é Este¨ - lançado em 1987.O espetáculo chega a Sertãozinho no próximo sábado (14/4), no Teatro Municipal, às 21h



O grupo “Somos Tão Jovens – Tributo Legião” se apresenta pela primeira vez em Sertãozinho, no interior de São Paulo, com o show especial “Que País é este – 30 anos”, em comemoração ao lançamento do álbum da banda em 1987 - que continua atualíssimo, com letras e canções que parecem refletir o Brasil de hoje. A apresentação acontece no dia 14 de abril de 2018, às 21h00, no Teatro Municipal. O show ainda trará, além das canções do disco, outros vários sucessos da Legião Urbana que marcaram o rock nacional.

A banda já está na estrada com o Tributo Legião desde 2016 e no segundo semestre de 2017 preparou o novo espetáculo, ensaiando os arranjos originais e cuidando de toda produção. O vocalista Sérgio Missão, conta que o grupo fez um forte trabalho de pesquisa para resgatar a história do lançamento do disco, bem como revisitar fatos históricos de um país que convivia com a inflação, que tinha ídolos como Oscar Schmidt e Nelson Piquet e que assistia à criação de uma nova ordem mundial com abertura política que anunciava o fim da União Soviética. “Naqueles tempos havia mais dúvida e mais problemas no nosso caminho, mas a gente nem ligava para isso. Todo mundo queria, mesmo, era se divertir. E o rock da Legião Urbana foi o combustível perfeito para toda a nossa geração.




“O objetivo da banda com esse show vai ser levar as pessoas para novembro de 1987, reproduzindo toda aquela atmosfera do final dos anos 1980. Para isso, vamos usar recursos cénicos, efeitos especiais e o melhor rock´n roll ao vivo pra promover essa volta no tempo”, explica Evandro Grili, violonista e guitarrista. Para ele, fazer esse show está sendo, de alguma forma, como voltar no tempo e ter de novo 15 anos. “O show ainda apresentará sucessos de outros discos da Legião. Depois que ‘Que País é Este’ for executado, do começo ao fim, a ideia é promover uma completa imersão no trabalho da banda de Brasília que conquistou corações dos jovens naqueles tempos”, completa.


O GRUPO
“Somos Tão Jovens”, formada para o tributo, estreou em 11 de outubro de 2016, no dia em que se completavam 20 anos da morte de Renato Russo. O show de estreia também aconteceu em Ribeirão Preto, no Theatro Pedro II. De lá para cá, o grupo se apresentou em inúmeras cidades do interior de São Paulo e também em Minas Gerais. Foram mais de 20 shows nesse período, sempre levando o melhor da música e da história da Legião Urbana aos públicos das mais variadas idades. Cidades como Franca, Rio Claro, Barretos, Bebedouro, Pirassununga, Araras, Cerquilho, Serrana e outras no Estado de São Paulo já receberam o espetáculo. Em Minas Gerais o tributo passou por Uberaba, Bandeira do Sul, e por Botelhos.

O “Somos Tão Jovens Tributo Legião” é formado por Sérgio Missão nos vocais, Sandro Resende nas guitarras, Evandro Grili nos violões e guitarras, Eduardo De Lucca no contrabaixo e caçula da banda, o baterista Victor Grili, de apenas 23 anos. Victor relata que “tem sido uma experiência fantástica navegar pelo universo da Legião Urbana e, de certa forma, ser alguém de uma geração seguinte passando o bastão daquele rock que não se faz mais hoje em dia para as pessoas da sua idade”.

OS 30 ANOS DO ÁLBUM
“Que País é este – 30 anos” - em novembro de 1987 o rock brasileiro via nascer aquele que seria um de seus discos mais importantes: a banda Legião Urbana lançava seu terceiro disco “Que País é Este”. Depois do sucesso dos dois primeiros LPs, a gravadora pressionou o grupo para o lançamento de um terceiro álbum. A banda nem tinha repertório para um terceiro disco, mas estava obrigada, por contrato, a fazer o trabalho. Foi então que Renato Russo teve a ideia de unir “velhas” canções, compostas no período de 1978 até 1987, dá época do Aborto Elétrico e do Trovador Solitário. Das nove faixas do álbum, apenas “Angra dos Reis” e “Mais do Mesmo” foram compostas para aquele disco. Havia até uma certa preocupação por parte da banda se aquelas canções não soariam desconectadas com tudo o que a Legião tinha feito até ali, especialmente depois do álbum “Dois”, em que todas as faixas foram sucessos consagrados. Mas, o disco explodiu e acabou se tornando um dos mais marcantes da música brasileira. Um verdadeiro marco para o rock brasileiro, que praticamente nascia naquela década de 1980. A censura, que agonizava, mas ainda existia, deixou sua marca no disco. “Faroeste Caboclo” e “Conexão Amazônica” foram liberadas, mas proibidas de tocar nas rádios. Foi o impulso que faltava para que o sucesso do álbum viesse de vez. O esporte preferido dos jovens no verão de 1987/1988 foi decorar uma música de letra quilométrica, que contava a história de João de Santo Cristo, um cara que tinha ido para “Brasília para falar com o presidente, para ajudar toda essa gente que só faz sofrer”. Era o retrato do povo brasileiro sofrido. O disco ainda traz a faixa título “Que País É Este”, de letra forte e atualíssima, além de “Química”, “Tédio com um T bem grande pra você”, “Eu sei” e outras. Canções com forte influência do punk rock inglês e também com uma pitada de folk. Uma mistura mais que perfeita.


SERVIÇO:
Show: Tributo “Somos Tão Jovens” – Que País é Este – 30 anos 
Data: 14 de abril de 2018 
Horário: 21h00
Local: Teatro Municipal
Endereço: 
Rua Washington Luiz, 1131 – Centro/ Sertãozinho / SP | (16) 3942-4115
Classificação: Livre
Link do show: 
https://www.youtube.com/watch?v=5W05UHA6-bM
INGRESSOS:
R$ 40,00 (inteiras)
R$ 20,00 (meia-entrada para estudantes e pessoas com mais de 60 anos)
À venda no site 
#TicketBrasil :
https://ticketbrasil.com.br/show/5910-tributoaolegiaourbana-sertaozinho-sp/ingressos/
Ponto de Venda na cidade: Uau Presentes – Fonte (16) 3524 5111